FIQUE ATENTO AOS SINTOMAS

Data: 17/12/2015
Recomendar para amigos
Fique atento aos sintomas


Dengue
A infecção por dengue causa uma doença cujo espectro inclui desde formas oligossintomáticas ou assintomáticas até quadros com hemorragia e choque, podendo evoluir para o óbito. Na dengue, a primeira manifestação, em geral, costuma ser a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, seguida de cefaleia, mialgia, prostração, artralgia, anorexia, astenia, dor retroorbital, exantema, prurido cutâneo.
Casos graves podem ocorrer e, geralmente, no período de remissão da febre é justamente quando os sinais de alarme aparecem e devemos ficar alertas:
Sinais de alarme


• Dor abdominal intensa e contínua;
• Vômitos persistentes;
• Hipotensão postural e/ou lipotímia;
• Sonolência e/ou irritabilidade;
• Hepatomegalia dolorosa;
• Hemorragias importantes (hematêmese e/ou melena);
• Diminuição da diurese;
• Diminuição repentina da temperatura corpórea ou hipotermia;
• Desconforto respiratório;
• Aumento repentino do hematócrito;
• Queda abrupta das plaquetas.
Na dengue grave, independentemente do aparecimento ou não de manifestações hemorrágicas, a pessoa pode evoluir para o choque e óbito:
Sinais de choque


• Pressão arterial convergente (PA diferencial2 segundos.
Chikungunya
Chikungunya também caracteriza-se por uma febre de início abrupto, frequentemente acompanhada por dor articular. Outros sinais e sintomas comuns incluem dor muscular, dor de cabeça, náuseas, fadiga e erupção cutânea. A dor articular é, frequentemente, muito debilitante e, geralmente dura alguns dias.

Zika
A febre pelo vírus Zika é uma doença febril aguda, autolimitada, que, via de regra, não se associa a complicações graves, sem registro de mortes, e que leva a uma baixa taxa de hospitalização.
Quando sintomática, a febre pelo vírus Zika causa febre baixa, exantema maculopapular, artralgia, mialgia, cefaleia, hiperemia conjuntival e, menos frequentemente, edema, odinofagia, tosse seca e alterações gastrointestinais, principalmente vômitos.

Leia Tambem...